[ editar artigo]

A régua do digital é diferente da régua do real!

A régua do digital é diferente da régua do real!

Mobile marketing é a adoção de estratégia de marketing por meio de gadgets e dispositivos móveis como smartwaches, smartphones, tablets etc. Estes estão cada dia mais avançados e tecnológicos, e isso gera muito conforto e comodidade para seus usuários.

Hoje, no digital, para tudo existe um app! “Tudo é mais smart”:  ao mesmo tempo a astúcia e a comodidade convivem nesta nova tendência, o mundo mais conectado, as “coisas mais dinâmicas” e as pessoas mais ligadas, contudo cada vez mais exigentes e mais acostumadas e acomodadas pela tecnologia.    

Bem se a expectativa na mente do consumidor é construída pelas ações de marketing, pelo buzz do “boca a boca”, pelos pré-conceitos formatos e pelas vivências de experiências anteriores e se a cada dia o mundo smart tem levado à comodidade, conforto e experiências que surpreendem, uma nova descoberta, um novo encantamento!

Entretanto sabe-se que o processo de encantamento é instantâneo, ou seja, ele dura o tempo suficiente para gerar o “Uau”, a partir desse momento este se torna o novo padrão esperado pela nossa mente, já não será mais encantamento e sim o esperado!

E no ambiente digital esse encantamento se torna muito perigo devido à variável velocidade, o quesito tempo passa a ser critério de avaliação e a régua se torna bem diferente do modelo de atendimento tradicional.   

A régua do digital é diferente da régua do real!

A expectativa de entrega de serviços no ambiente digital torna-se muito maior em relação ao mundo real, uma vez que a competição não se dá apenas com concorrentes diretos, mas sim com todos que entregam uma solução na qual o cliente faz ou já fez algum uso.

O exemplo desse fato é não termos mais paciência para esperar mais do que 7 minutos para a chegada de um Uber. Já parou para pensar quantas vezes cancelou!

Outra variável a questionar é a comodidade e a inteligência que os aparelhos smarts entregam, com tantas soluções de um canivete suíço, temos de tudo” ou para tudo tem-se um App”! Ai a pergunta: Quais são os preferidos? Quais estão na tela inicial? Quantos estão instalados?

Em uma pesquisa o brasileiro tem em média 75 aplicativos instalados, usa ao longo do mês 28 aplicativos e diariamente ao longo do dia entre 9 e 10. E você?

Percebe-se que em muitos casos o mobile pode não ser tão simples, podemos estar intoxicados e mal-acostumados e acomodados.

Não tenho dúvidas de que a estratégia do mobile marketing é e pode ser muito bem definida, mas antes é preciso entender a jornada de “mobile user”, o que, como, quando e para que ele utiliza durante o seu job to the done.

Marketing na Era Digital
Ler conteúdo completo
Indicados para você