[ editar artigo]

As cooperativas de agricultura familiar e o marketing

As cooperativas de agricultura familiar e o marketing

As cooperativas de agricultura familiar sempre enfrentaram dificuldade por normalmente estarem um pouco isoladas geograficamente dos grandes centros e, apesar de ter uma diversidade de produtos, o volume de cada produção às vezes não é tão grande. Isso gerava muitas dificuldades na hora de comercializar os produtos, tanto por não conseguirem se adequar às exigências legais, quanto pela dificuldade em apresentar um produto com boa apresentação (embalagem, rótulo...) e em fazer a divulgação dos mesmos. 

O marketing digital veio quebrar essas barreiras, uma vez que agora o agricultor tem mais acesso a tecnologias e pode pesquisar sobre fornecedores, cultivo e também facilitou na hora divulgar os seus produtos e ter contato com o consumidor.

Através do meio tradicional, ainda vigente, é necessário ir em busca do consumidor, investir para chamar a atenção do público alvo e isso não é barato. Os agricultores não têm condições de comprar espaço na mídia e investir na impressão e distribuição de folderes ou outros materiais. Já no digital muitas vezes o cliente é que vai em busca da informação, por isso é muito importante que as cooperativas estejam inseridas pelo menos nas redes sociais, porque o que vemos em muitos casos é que nem a própria comunidade tem conhecimento sobre a existência da cooperativa. Através do marketing digital também fica mais fácil o feedback do consumidor e a interação com ele também é maior.

Com o digital é muito mais fácil abrir mais mercados e criar novos espaços, até mesmo envolvendo os jovens nos trabalhos da cooperativa. 

O digital vem para somar e facilitar, uma vez que o futuro é on life.

 

Marketing na Era Digital
Raquel Paula Daneluz
Raquel Paula Daneluz Seguir

Formada em publicidade, trabalhei 6 anos com marketing na agricultura familiar e 15 anos como produtora de televisão.

Ler conteúdo completo
Indicados para você