[ editar artigo]

Eles não são de carne e osso e já movimentam milhões

Eles não são de carne e osso e já movimentam  milhões

Influenciadores virtuais. Influenciadores irreais. Girlbot. Virtual Man. Virtual Girl. Robot Queen. Digital Character.

É assim que se definem alguns dos personagens criados por computação gráfica e que já tem perfil pessoal no Instagram, TikTok e canal no Youtube.

A mais popular deles conta com 2,5 milhões de seguidores no Instagram e 210 mil inscritos no Youtube - dados até o período de publicação deste artigo - Lil Miquela é cantora e compositora, suas músicas também estão disponíveis no Spotify.

Além disso, atua como modelo, já fotografou para marcas como Calvin Klein, Prada e Streetwear. Criada em 2016 muitas são as especulações em torno de seus desenvolvedores. O fato é que como estratégia de marketing ela tem despertado a curiosidade de vários artistas internacionais e até brasileiros que buscam associar seus trabalhos ao nome de Miquela.

Aqui estão outros nomes de influenciadores virtuais no Instagram:

Apesar de bastante comentado nos dias atuais, os influenciadores virtuais estão entre nós há muito tempo. Em 1998 surgiu no mercado da música a banda virtual Gorillaz, criada pelo cantor e compositor Damon Albarn e pelo designer Jamie Hewlett. O primeiro álbum deles lançado oficialmente em 26 de março de 2001 foi sucesso de vendas e público. Com o passar do tempo, Gorillaz alcançou um destaque enorme, chegando a fazer parcerias com artistas reais, como foi o caso da rainha do pop Madonna na festa do Grammy Awards em 2016. Eles foram responsáveis pela abertura do evento naquele ano, apresentaram seus hits “Feel Good Inc.” e “Hung Up”.  Hologramas dos integrantes do Gorillaz interagiram com um holograma de Madonna no palco. Momentos depois, Madonna surge em carne e osso acompanhada de seus dançarinos, mostrando desde essa época que é possível fazer interações entre o real e o virtual.

Atualmente, Gorillaz possui aproximadamente 15 milhões de discos vendidos em todo o mundo, já rendeu 6 álbuns sendo o último lançado em 2018. Eles também estão presentes nas redes sociais, contam com mais de 2 milhões de seguidores no Instagram.

Outro exemplo é Hatsune Miku - ídolo virtual no Japão - criada pela empresa de mídia e áudio Crypton Future Media (2007) através de um software de sintetizador vocal chamado Vocaloid. Ela é retratada como uma menina de 16 anos de idade com duas longas maria-chiquinha na cor azul-piscina, o significado do seu nome se traduz aproximadamente de “primeiro som do futuro.”

No Japão é comum ver carros decorados com ídolos virtuais como Hatsune Miku. A internet está cheia de imagens e eventos onde sua imagem está vinculada como em jogos virtuais e animes.

Ginásios lotados e fãs enlouquecidos comprovam seu sucesso a mais de uma década. Durante os seus shows, ela canta e dança acompanhada por uma banda real. Assista ao vídeo abaixo:

No Brasil, algumas marcas também criaram suas consultoras virtuais como estratégia de marketing para interagir com seus clientes, como é o caso da Lu criação do Magazine Luiza e Nat da Natura. O que as diferem das demais influenciadoras é que foram criadas para representar essas marcas especificamente. Já influenciadoras virtuais como a também brasileira vic.kalli, foram criadas para atuar como as influenciadores reais, ditando tendências da moda fashion, publicando suas hábitos, rotina, comportamento e mostrando engajamento com causas sociais.

Empresas de diversos segmentos utilizam cada vez mais de possibilidades e acessibilidades tecnológicas para proporcionar novas experiências para seus consumidores pois, não existe apenas uma maneira de criar conteúdos interessantes, até porque, o conceito de interessante muda de acordo com cada pessoa, e depois, por se tratar de internet a maneira de se comunicar são infinitas. O desafio das empresas é conhecer seu público específico, descobrir o que querem e desenvolver a melhor forma de transmitir isso, investindo em conteúdos de qualidade. Agora, não se pode negar, para criar ídolos virtuais é necessário talento de carne e osso!

Marketing na Era Digital
Flávia Dutra de Assis
Flávia Dutra de Assis Seguir

Especialista em Marketing Digital - Negócios e Estratégias (PUC - MG), Tecnóloga em Processos Gerenciais (Centro Universitário Newton Paiva - MG), Estrategista em marketing no ambiente digital para micro negócios, vendas e finanças.

Ler conteúdo completo
Indicados para você