[ editar artigo]

Humanas para Humanos

Humanas para Humanos

A área da Antropologia é fascinante. Considero básica para todas as áreas consideradas Ciências Humanas como Educação, Comunicação, Administração, Design, Filosofia entre outras, já que é a ciência que tem como objeto de estudo o ser humano e a humanidade.

Precisamos saber como funcionamos, como evoluímos e o porquê que fizemos o que fizemos. Tentar entender as pessoas, como se organizam pode ser a resposta para muitas perguntas, muitas angústias.

Porém, quando vamos para a prática, parece que quem trabalha com humanas esquece que seu principal compromisso é compreender o ser humano e a partir dele organizar a sua forma de atuação. Dá o ‘play’ e vai tocando o que tem que fazer, sem analisar o contexto.

Trabalhei por muitos anos com Marketing e agora na Educação. O problema é o mesmo. O pessoal vai no ‘feeling’, fazendo, fazendo sem entender o público com o qual está trabalhando ou achar que já sabe. Analisar alunos, analisar clientes não deixa de ser uma atividade antropológica. Entender como aquele grupo age, o que tem em comum, no que se diferenciam, como podem melhorar. Os profissionais até sabem o que tem que fazer, mas poucos fazem.

E dá para ir além. Não só quem trabalha com Ciências Humanas precisa exercitar um olhar antropológico, mas toda humanidade. Esta forma de enxergar tem muita relação com empatia, tolerância. Claro que quem trabalha especificamente Antropologia possui um olhar mais apurado, porém esse exercício pode colaborar inclusive com a nossa convivência. O conceito correto dentro da Antropologia é alteridade onde se busca entender as experiências do próximo a partir da lógica dele.

Galera de humanas, precisamos ser mais humanos.

Imagem: Freepik

Marketing na Era Digital
Leandra Gomes Gonçalves
Leandra Gomes Gonçalves Seguir

Publicitária e RP, com especializações nas áreas de Psicologia e Educação. Mais de 20 anos de experiência em departamentos de Marketing, trabalhando atualmente como professora. Descobrindo na prática que Comunicação e Educação tem muito em comum.

Ler conteúdo completo
Indicados para você