[ editar artigo]

O FUTURO É AGORA

O FUTURO É AGORA

A primeira questão que precisamos ter em mente é: a tecnologia não elimina profissões, ela transforma. Dessa forma, precisamos trabalhar em conjunto: cérebro humano + máquina.

A Inteligência Artificial é um avanço tecnológico que permite que sistemas simulem uma inteligência similar à humana — indo além da programação de ordens específicas para tomar decisões de forma autônoma, baseadas em padrões de enormes bancos de dados.

Inteligência Artificial depende de memória/pensamento e dados /processamento. Por isso, a grande busca pelos dados - o “novo petróleo”.

A Inteligência Artificial, em sua essência, permite que os sistemas tomem decisões de forma independente, precisa e apoiada em dados digitais. O que, numa visão otimista, multiplica a capacidade racional do ser humano de resolver problemas práticos, simular situações, pensar em respostas ou, de forma mais ampla, potencializa a capacidade de ser inteligente.

Há um potencial benéfico para organizações que adotaram essa tecnologia, independentemente da área em que se encontram. Isso porque ela vai além da automação mecânica, englobando processos cognitivos, que geram uma capacidade de aprendizado. Dessa forma, um sistema de Inteligência Artificial consegue realizar atividades não apenas repetitivas, numerosas e manuais, como também as que demandam análise e tomada de decisão.

Todas as tecnologias da indústria 4.0 nos levam a Sociedade 5.0 – que é centrada no ser humano – e o marketing cria produtos/serviços que atendam as necessidades e desejos do ser humano junto com a Inteligência Artificial (sociedade Super Smart) onde humanos e tecnologias vão trabalhar juntos.

A máquina é melhor do que o ser humano em: Criatividade / conectividade / updatability (upgrade).

Mas em compensação, temos outras áreas em que o ser humano é bom demais e vai continuar sendo:

  • Pensamento Crítico, planejamento complexo e tomada de decisão;
  • Adaptação;
  • Autonomia;
  • Inteligência;
  • Habilidade Lógica;
  • Speech Recognition (reconhecimento de fala);
  • entre outros

Além de que temos EMPATIA / EMOÇÃO / ÉTICA.

Os principais benefícios da IA são:

Melhora na tomada de decisão

A IA pode auxiliar na simplificação de processos de análise, especialmente uma empresa que preza pela tomada de decisão baseada em dados (data-driven). Isso porque ela é capaz de organizar e conferir maior clareza a dados “nebulosos” ou “confusos”, os quais dificultam o estabelecimento de estratégias.

Um sistema de Inteligência Artificial pode desenvolver processos que envolvem correlações, regressões, estruturação de análises dos dados gerados, etc. que servem de base para executivos tomarem decisões. Principalmente se estiver vinculada a uma solução de Big Data, que é capaz de lidar com um gigantesco volume de dados não-estruturados.

Comodidade e escalabilidade

Uma solução de IA virtual é capaz de empregar algoritmos para realizar segmentações mais precisas, de modo a sugerir mercadorias sintonizadas com os perfis de consumidores analisados. Isso aumenta as chances de se desenvolver boas estratégias comerciais.

A IA também tem alto nível de replicabilidade de processos, já que os sistemas que a compõem são capazes de realizar as mesmas análises diversas vezes. Isso assegura que qualquer fluxo de trabalho se torne escalável.

A obtenção de informações relevantes de relatórios também pode se tornar mais rápida. Esses fatores geram comodidade, já que são feitos de maneira mais rápida e simplificada.

Aumento da automação

A IA contribui para automação de atividades lógicas, analíticas e cognitivas, gerando maior velocidade no tratamento de informações.

Redução de erros, de riscos e de custos operacionais

Graças aos conteúdos obtidos, ela tem a capacidade de descobrir gargalos, falhas e outros pontos fracos nos processos da empresa, diminuindo erros e aumentando a eficiência operacional. Isso reduz custos e evita dificuldades para as equipes.

Seus processos de análise costumam apresentar baixo custo. Ela também contribui para que haja maior nível de acerto nas estratégias definidas pelos gestores, que tiveram por base os dados coletados e processados pela IA.

Atendimento otimizado ao público

A Inteligência Artificial pode otimizar o atendimento oferecido ao público em diferentes aspectos, como na entrega de uma comunicação mais eficiente, no aumento da agilidade em transações e em uma personalização ampliada.

Aplicação da Inteligência Artificial nas empresas:

Financeiro

Devido a sua capacidade de análise e processamento de dados, a IA é muito útil na avaliação de indicadores e no suporte à tomada de decisão, pois pode fornecer sugestões de medidas a serem aplicadas no negócio. Também pode atuar diretamente em processos gerenciais, como ao automatizar o cálculo de preço e a avaliação sobre qual aplicação pode proporcionar melhor Retorno Sobre o Investimento (ROI).

Além disso, tem papel de destaque na prevenção a fraudes, pois automatiza e otimiza a análise de concessão de seguros, de crédito e de risco. Em entidades do setor financeiro, também pode conciliar transações em massa, durante a madrugada. Graças aos dados obtidos pela interação com clientes, ela é capaz de fornecer uma compreensão ampliada sobre suas demandas, suas expectativas e seus desejos.

Recursos Humanos (RH)

No RH, essa tecnologia poderá contribuir para redirecionar os colaboradores empregados em tarefas repetitivas para atividades de maior valor agregado, já que ela mesma será capaz de executar operações que necessitam de menos análise e raciocínio. Outro ponto em que ela será importante é o gerenciamento de longos processos de ambientação de profissionais recém-admitidos.

O surgimento do gerente de Inteligência Artificial também é uma possibilidade real. Esse profissional trabalhará para aprimorar a implementação e o gerenciamento da IA na organização.

Marketing

A IA poderá colaborar no mapeamento de tendências, comportamentos e oportunidades com o público, além de antever demandas.

Como já dito antes, ela tem o potencial de ajudar no atendimento ao público. Aliás, podemos considerar os chatbots usados em caixas de mensagens de sites e redes sociais, mensageiros instantâneos, salas virtuais de atendimento etc. como precursores dela, pois conseguem interagir com consumidores, mas têm capacidade inferior.

As IAs também são capazes de otimizá-los, de modo que consigam responder melhor aos questionamentos dos consumidores com base em análises feitas no conteúdo dos diálogos.

Outra atividade que a IA aprimora é a avaliação do comportamento do usuário. Isso porque ela é capaz de analisar conteúdo digital e aplicar um algoritmo a fim de segmentar perfis, tendo por base os hábitos do público. Graças a esse fator, dá para recomendar produtos que os consumidores têm maior probabilidade de comprar.

O processo de retargeting (impactar mais de uma vez o consumidor) é outro que se favorece. Por conseguir identificar hábitos de compra e de navegação online de usuários, a IA ajuda a automatizar essa estratégia. Ela pode mandar uma oferta ou um alerta sobre a redução de preço de um item para aqueles que quase o adquiriram antes, mas abandonaram o processo de compras. Futuro do marketing: estratégia & criatividade.

Lojas de varejo online

Com a introdução de lojas de varejo na internet, as pessoas começaram a fazer da compra online um hábito, que está no seu auge agora.

Esses sites também usam inteligência artificial de determinadas maneiras, como recomendar aos clientes o que comprar dependendo de suas compras passadas ou itens colocados na caixa de pesquisa.

Operações ou produção

A Inteligência Artificial é uma das tecnologias que encabeçam a chamada quarta revolução industrial ou indústria 4.0, junto à realidade aumentada, à Internet das Coisas (IoT), etc.

Aliás, é graças à IoT que a IA consegue obter dados não só de sistemas virtuais, como de dispositivos físicos que não são de informática ou eletrônica. Por exemplo, máquinas industriais.

As aplicações da inteligência artificial na indústria são vastas, uma vez que ela pode ser empregada tanto em atividades produtivas quanto gerenciais.

Marketing na Era Digital
Ler conteúdo completo
Indicados para você