[ editar artigo]

O poder do marketing de influência

O poder do marketing de influência

A relação entre marca e consumidor sempre foi uma via de mão única, onde a marca se comunicava de forma centralizada, controlando totalmente a mensagem que queria passar, não havia um canal direto de retorno. Como consequência, até hoje, as marcas sentem dificuldades em se comunicar com os consumidores, pois não criaram uma relação de confiança. 

Através da internet, o consumidor descobriu outras formas de se informar, formar e emitir opinião e se a marca não souber fazer a abordagem correta, pode acabar bloqueada. Para que isto não ocorra e para que a marca consiga impulsionar suas vendas, ela precisa encontrar formas de se aproximar do consumidor, e uma das melhores maneiras é através dos influenciadores, pessoas com as quais eles se identificam. 

O influenciador consegue inserir a marca no ecossistema do consumidor, ele abre portas para que a marca consiga conversar e gerar valor dentro das comunidades, gerando resultados reais. 

Para escolher o influenciador adequado para a sua marca, é preciso lembrar que a influência não se conta com base nos seguidores, o que define a relevância do influenciador, se ele é macro ou micro dentro da internet, é o território onde ele está inserido, ele precisa falar aos interesses, aos valores, a essência do grupo.

Nem sempre uma celebridade é uma pessoa influente, ele pode inspirar, trazer visibilidade, alcance, mas para realmente influenciar, ele precisa ir além, precisa ter uma relação de igualdade, de reciprocidade com o seu cliente, no entanto, eles não precisam ser descartados, se a sua estratégia é deixar sua marca/produto em evidência, eles são bem-vindos. A celebridade sabe falar com um público mais genérico, enquanto o influenciador fala com um público específico, mais direcionado. 

A confiança e a reciprocidade que existe entre o influenciador e os membros da comunidade gera capital social e esta conexão toda acaba fazendo com que o capital social do influenciador seja transferido para a marca.

Então, defina seus objetivos, mapeie os influenciadores, saiba porque você quer trabalhar com as pessoas que você escolheu. Cocrie com o influenciador, quando o conteúdo tem narrativas verdadeiras, que fazem parte do contexto do influenciador, da vida dele, as pessoas criam um real interesse com ele. Lembre-se que conteúdos e ações dentro da comunidade precisam ser coerentes com o posicionamento da marca e do influenciador. 

Além disso, em cada etapa do funil, você precisa adaptar o tipo de conversa e a narrativa e tudo tem que estar conversando com o resto da campanha. O conteúdo gera oportunidades de conexões verdadeiras.

 

Marketing na Era Digital
Raquel Paula Daneluz
Raquel Paula Daneluz Seguir

Formada em publicidade, trabalhei 6 anos com marketing na agricultura familiar e 15 anos como produtora de televisão.

Ler conteúdo completo
Indicados para você