[ editar artigo]

Presença Digital não é mais uma opção...

Presença Digital não é mais uma opção...

Para muitas empresas que vendem produtos físicos, a presença digital era apenas uma opção. Desta forma, ela era, muitas vezes, ignorada por muitas delas. Com a pandemia pelo coronavírus, a presença digital tornou-se uma questão de vida ou morte para seus negócios.

A necessidade de distanciamento social imposta pelo risco de contágio do coronavírus, levou governos do mundo todo a decretar lockdown dos estabelecimentos comerciais por um longo período de tempo.

Isto colocou em risco, a sobrevivência de muitas empresas, principalmente aquelas que ignoraram a presença digital.

Empreendimentos que dependiam apenas das vendas físicas, viram seu faturamento despencar a zero com o lockdown. Estas foram obrigadas a se adaptar rapidamente ao ambiente digital para continuar suas vendas. A presença digital passou a ser questão de vida ou morte.

Quem já tinha presença digital, precisou apenas mudar o foco, em sua totalidade, do físico para o digital. A grande maioria das empresas viam a presença digital apenas como um complemento ao canal principal do seu negócio que era o estabelecimento físico.

Os números comprovam esta mudança imposta pela pandemia.

Segundo levantamento da Ebit/Nielsen, o faturamento de lojas online cresceu 47% no primeiro semestre de 2020, comparando com o mesmo período de 2019.

Além disso, muitos consumidores realizaram sua primeira compra online durante a pandemia: foram 7.3 milhões de brasileiros que foram iniciados no e-commerce.

Resta saber agora, como será o comportamento de consumo dos brasileiros com o fim da pandemia.

A compra em estabelecimentos físicos será ainda o canal de vendas principal e preferido pelos consumidores?

Ou os consumidores que descobriram toda a praticidade e comodidade do e-commerce mudarão definitivamente seus hábitos de consumo, tornando o digital sua forma preferida de consumo?

Somente o tempo responderá a estas perguntas...

Depois de toda mudança imposta pela pandemia, podemos chegar a uma conclusão: em um mundo volátil, incerto, complexo e ambíguo, é fundamental estar atento às tendências do mercado e ter alta capacidade de se adaptar.

Fonte:

Faturamento de lojas online no Brasil cresce 47% no 1º semestre de 2020, maior alta em 20 anos no site G1

https://g1.globo.com/economia/tecnologia/noticia/2020/08/28/faturamento-de-lojas-online-no-brasil-cresce-47-por-cento-no-1o-semestre-de-2020-maior-alta-em-20-anos.ghtml

Marketing na Era Digital
Rogerio Chinen
Rogerio Chinen Seguir

Ola meu nome é Rogerio Chinen. Medico formado ha 16 anos, atuando na area de transplante renal. Ha uns 5 anos, ampliando meus conhecimentos para outras areas alem da medicina. Fiz curso de design thinking, criatividade, desenvolvimento pessoal, etc.

Ler conteúdo completo
Indicados para você