[ editar artigo]

Transforme os dados em clientes

Transforme os dados em clientes

Com o cenário da pandemia e contexto do mundo V.U.CA, temos observado uma grande corrida e busca pela transformação digital, inovação e automações tecnológicas com um objetivo simples, conquistar mais clientes e vender mais.

Tenho vivido essa experiência na prática diariamente, porém a questão é que transformação digital não começa na tecnologia e sim na mudança de mindset para que isso aconteça.

Atrair e conquistar clientes não funciona mais como antigamente em que uma simples promessa ou mensagem, cativava o cliente ou despertava o interessa ao ponto dele entrar na loja e comprar o seu produto. No universo digital essa conquista é muito mais desafiadora e exige uma série de táticas e estratégias adequadas para tal.

Você acha por exemplo que o NuBank quando começou sua operação, criou aquele sistema de indicação e listagem de espera apenas para gerar o desejo em seus futuros clientes? Obviamente no que no caso deles como banco, pelo modelo de negócio, existia a questão de validação do CPF, porém a estratégia é muito maior que isso.

Quando você tem os dados do seu cliente, temos a oportunidade de conhece-lo e criar produtos mais adequados para suas necessidades, você também pode avaliar o tamanho da demanda do futuro mercado, antes de sair construindo uma grande operação ou ter o produto estruturado.

A corrida pelo aplicativo perfeito, vai muito além de lançar mais um canal de vendas, o objetivo é criar um grande sistema que coleta dados e para quem pensou apenas nos aplicativos não é só isso.

A internet das coisas (ioT) e os devices cada vez mais conectados e que exigem seus dados para logar ou se conectar, são apenas novas fontes ou canais para captação desses dados. O grande desafio é? Como integrá-los em sistemas e banco de dados únicos, já que grande parte das empresas não investiram em estruturas robustas de dados para ter uma visão única do cliente. Esse sim é o grande tesouro e segredo para conquistar novos clientes.

Desta forma, a transformação digital não é uma questão simplesmente de ter as ferramentas corretas, mas qual seu grau de maturidade para lidar com os dados antes mesmo de qualquer lançamento de produto ou serviço, seja ele digital ou não. Sairá na frente quem conseguir capturar mais dados e saber usá-los da melhor forma possível, não é atoa que a Lei de Proteção da dados (LGPD) já está consolidada em mercados em que o digital possui um nível de maturidade mais elevado.

Foto de ThisIsEngineering no Pexels

Marketing na Era Digital
Renan Boer
Renan Boer Seguir

Publicitário formado pela PUCPR, atua na área de marketing em comunicação integrada, possui habilidades em estratégias de comunicação e marketing de conteúdo. Tem passagem por agência, veículo e cliente.

Ler conteúdo completo
Indicados para você