[ editar artigo]

A escola ideal para quem?

A escola ideal para quem?

Uma escola nasce a partir do ideal de uma pessoa, de um propósito. Alguém imaginou que naquela cidade, naquele bairro, naquela comunidade deveria ter uma escola.  E por quê? Para melhorar o ensino na cidade? Para incentivar as crianças a participarem de um mundo de atividades dentro da escola? Para transformar o seu entorno por meio da educação?

Costumo dizer que escolher abrir uma escola não é uma tarefa fácil, porém, é extremamente gratificante para o fundador, porque colhe todos os anos os frutos que semeia.

Considerando a motivação de criar uma escola ideal, o que enxergo em muitas conversas com diretores de escolas particulares é a cegueira de criar uma escola ideal para si e não para a comunidade onde ela está inserida. Vejo regras e metodologias antigas, sem coerência com a realidade atual. A frase “nós vemos a realidade como nós somos”, da antropóloga Valéria Brandini, faz muito sentido neste caso do ambiente escolar. É preciso saber enxergar as mudanças e transformações na educação e nas pessoas, mas não estou falando de uma forma geral, estou falando do local onde a escola está inserida, e criar uma escola ideal para todos.

Acredito que a aplicação da netnografia para fazer um raio-X em cada escola e a sua localização geográfica é um exercício relevante. Cada vez mais se faz necessário mergulhar na experiência diária de pais e alunos para entender como podemos melhorar a educação e descobrir a motivação de escolha das famílias e também dos alunos por uma escola (ação tão sonhada por gestores educacionais em um cenário de alta concorrência).

E esse exercício pode ser iniciado acompanhado algumas famílias durante o processo de escolha da primeira escola para o seu filho. O que essa família prioriza? O acolhimento? O tratamento personalizado? A segurança? O aprendizado? Uma escola pequena? Uma escola que atenda todos os níveis de ensino? Quais lugares essas famílias frequentam nos finais de semana? O que essas famílias priorizam na criação dos filhos? Elas pedem indicação de escolas para os amigos? Elas buscam informações nas redes sociais? O que é importante saber e manter da cultura regional? São vários os motivos para a tomada de decisão dos pais. Quanto mais a escola investiga e entende, mais ela se aproxima da entrega de uma escola ideal e do principal motivo de escolha dos pais por aquela instituição. Tudo fica mais claro, e todo o esforço de comunicação e marketing será direcionado a partir do conhecimento do que é importante para a comunidade escolar e não somente para o fundador.

Nunca uma escola será igual à outra e nem deverá ser. São pessoas e espaços diferentes, com culturas regionais diferentes, por isso, as instituições que mais se destacam no mercado educacional são aquelas que conhecem mais o seu público e fazem ações direcionadas para eles!

 

Marketing na Era Digital
Priscila Padilha
Priscila Padilha Seguir

Jornalista de formação, pós-graduada em marketing e com MBA em gestão organizacional e liderança. Experiência de 20 anos nas áreas de marketing, comunicação e de relacionamento com clientes.

Ler conteúdo completo
Indicados para você