[ editar artigo]

COMO UMA FERRAMENTA CRM PODE AUXILIAR A CRESCER A MARKETING DE COMUNIDADE

COMO UMA FERRAMENTA CRM PODE AUXILIAR A CRESCER A MARKETING DE COMUNIDADE

O marketing de comunidade se destacou nos últimos anos por ser um dos ramos mais estudados do mundo dos negócios. Razões para esse crescimento não faltam. Fazer parte de uma comunidade é algo central para todo ser humano, independentemente da cultura. Durante séculos, a palavra “comunidade” significava um agrupamento de pessoas vivendo em uma mesma região e compartilhando os mesmos costumes.

Os laços entre esses indivíduos eram fortificados por meio religião ou pela defesa de um povoado. Hoje, com o avanço da tecnologia, o termo comunidade é muito mais abrangente. É desnecessário estar na mesma cidade ou país para fazer parte de uma. A comunidade virtual e internacional de pessoas amantes de tênis é apenas um exemplo.

Essa mudança no conceito faz toda a diferença para as empresas. Uma companhia como a Nike, sabendo que milhões de pessoas ao redor do mundo formam uma comunidade apaixonada por seus produtos, tem todo interesse em investir no marketing de comunidade.

Fazer parte de uma comunidade não é uma opção para as pessoas. É uma necessidade. Com a popularização das redes sociais, isso se tornou ainda mais relevante.

 

O QUE É MARKETING DE COMUNIDADE?

O marketing de comunidade é uma reunião de estratégias que procuram divulgar uma marca dentro de uma comunidade, sobretudo as virtuais. As plataformas são as mais variadas, com destaque para o Instagram, Facebook e Twitter. Para as empresas, é uma excelente oportunidade de interagir com os seus clientes.

Pode parecer pouco, mas quando uma empresa responde o comentário de um cliente em uma rede social, isso é muito importante para ele. Na percepção do consumidor, ele deixou de ser um número para ser uma pessoa. Essa interação é a base do marketing de comunidade. Em vez de conquistar novos clientes ou investir em anúncios, essa estratégia é baseada na melhoria das relações com o público-alvo.

As empresas têm mais um bom motivo para investir nesse método. Outras modalidades de marketing necessitam de muitos investimentos financeiros. Isso ocorre porque captar um cliente em potencial é caro. Por outro lado, como indicam as estratégias de marketing digital, nutrir uma boa relação com clientes fiéis é menos custoso e traz um retorno de investimento muito maior.

O marketing de comunidade funciona como um atalho entre o cliente e a empresa. Em vez de um relacionamento frio e distante, essa estratégia aproxima as pessoas e faz com que a companhia tenha um ganho na percepção da marca dela.

 

Exemplos de marketing de comunidade

Um dos melhores exemplos de marketing de comunidade é a empresa americana Harley-Davidson. Atualmente, é fácil comentar sobre comunidades virtuais. Entretanto, a comunidade de entusiastas da fabricante de motocicletas começou décadas atrás. Durante a crise que assolou a companhia no início dos anos 80, houve somente uma razão para o renascimento da empresa: sua base fiel de clientes.

Muito mais do que apenas consumidores de motos, os clientes da Harley-Davidson compartilham um estilo de vida em comunidade. É habitual, em várias partes do mundo, verificar centenas de apaixonados pela marca se encontrando em eventos e viajando juntos pelas estradas.

Por isso, além de investir em ótimos produtos, a Harley-Davidson tem o seu foco em promover a sua comunidade de clientes. Sem dúvida, para quem deseja investir em marketing de comunidade, a empresa americana é uma das principais inspirações e cases de sucesso.

 

COMO O CRM PODE AJUDAR UMA ESTRATÉGIA DE MARKETING DE COMUNIDADE?

O CRM pode auxiliar as estratégias de marketing de comunidade por meio de inúmeras formas. Talvez a principal delas seja ao fornecer dados primordiais sobre o comportamento de cada cliente. Uma empresa somente consegue se conectar a um grupo de cliente se souber a maneira como eles se comunicam, o que desejam, as objeções, entre outros fatores.

Como todas as interações entre o cliente e uma empresa permanecem gravadas no CRM, a companhia tem a chance de avaliar, em tempo real, o que os membros dessa comunidade têm mais interesse.  Nesses casos, a tecnologia é um aliado poderoso.

Os softwares de CRM mais avançados do mercado permitem, por exemplo, a criação de um robô de vendas voltado para o marketing. O objetivo é tornar a empresa ainda mais próxima do cliente. A interação pode ocorrer assim que uma pessoa se torna interessada num produto ou em um serviço de uma companhia, como um e-book.

Quando a pessoa clica para falar com a empresa, o CRM cria automaticamente um cartão de lead para ela no sistema. Dessa forma, é possível criar um fluxo conversacional para manter esse relacionamento ativo.

Uma das perguntas que podem ser realizadas pelo robô é sobre a satisfação do cliente com o e-book. De acordo com as respostas, a empresa pode aprimorar o conteúdo e criar um produto final que possa satisfazer ainda mais o cliente.

 

COMO SABER MAIS SOBRE MARKETING DE COMUNIDADE?

Pode ser frustrante digitar no Google “ marketing de comunidade livro” e não encontrar muitos títulos em Português. Entretanto, há boas opções no mercado.  O título mais popular no Brasil é “Marketing de Comunidade”, escrito por João Oliveira.

Community Hacking - Disponível na Amazon

Outro livro que pode auxiliar os interessados no assunto é o “As novas regras da comunidade: marketing na mídia social”, de autoria de Tamar Weinberg. Além disso, há diversos artigos sobre esse tipo de estratégia na Internet.

Seja por meio de livros de marketing de comunidade, seja por meio de textos como esse, é fundamental que todo profissional busque novos conhecimentos sobre esse campo tão vasto e repleto de oportunidades.

Marketing na Era Digital
Isabella Camardella
Isabella Camardella Seguir

Ler conteúdo completo
Indicados para você