[ editar artigo]

E o SEU PLANO de Marketing? É estático ou uma Jornada Dinâmica?

E o SEU PLANO de Marketing? É estático ou uma Jornada Dinâmica?

Se existe uma expectativa constante por parte das empresas com relação ao departamento de Marketing, ela está totalmente voltada a questão da estratégia da empresa. Em um passado recente muitas empresas contavam com posições de planejamento estratégico em seus quadros, algo bem menos comum atualmente.

Muitas definições do que é Marketing incluem, ou até mesmo se iniciam, abordando a questão da estratégia, da sua construção, condução e execução corretas para o atingimento dos objetivos empresariais.

E o principal instrumento nesse processo estratégico são os planos de Marketing, onde os diferentes aspectos do negócio, como mercado, concorrentes, tendências, consumidor ou cliente, posicionamento, produtos e marcas e principalmente as estratégias de marketing, devem ser avaliados de forma estruturada e constante. Mesmo com a ascensão de diferentes formatos, os modelos One Page são um exemplo, vejo o processo como um ponto muito relevante.

A construção de um plano de marketing consistente requer muita capacidade analítica e visão de negócio. Uma estrutura adequada facilita muito o processo. Mas da mesma forma que nenhuma propaganda boa salva um produto ruim, apenas ter o plano não eleva os patamares de uma empresa. É um trabalho em equipe que tem que envolver diferentes departamentos, com a liderança de Marketing.

E antes de iniciar um plano detalhado vale a reflexão sobre qual é o seu projeto, qual a razão para construir esse plano. Em conjunto, temos que construir um olhar novo para o papel que ele tem que desempenhar. Mais do que uma peça conceitual teórica, vemos agora uma jornada dinâmica, um bom plano requer acompanhamento e revisões constantes, nada mais é estático nesse mundo.

A velocidade das mudanças é uma realidade. Lembro bem de um material muito legal que a FIESP lançou no início do ano passado sobre como seria o mundo em 2030 – um material excelente, que poucos meses depois já exigia uma clara revisão, devido à forte mudança do mundo.

Essa jornada dinâmica de acompanhamento e revisão estratégia não quer dizer construir um plano novo a todo momento, pelo contrário, se você tem que refazer seu plano a cada novo ano, algo está errado, mas muito mais ajustar a tática e a execução para acompanhar de forma ágil, qualquer alteração no cenário traçado, por exemplo, novos concorrentes, mudanças no comportamento do consumidor, tecnologias ou até mesmo no cenário do mercado de atuação. Criar e alinhar os KPIs certos é um passo muito importante nesse processo.

Estabelecer essas etapas de validação com uma certa frequência (pode ser bimestral ou trimestral) e efetuar as adaptações necessárias, fará com que seu plano seja uma peça dinâmica e não apenas uma etapa de um ritual anual de planejamento que demanda muito tempo e traz pouco resultado...

Marketing na Era Digital
Edgar Galbiatti
Edgar Galbiatti Seguir

Gerente de marketing com grande experiência em empresas de bens de consumo e B2B com grande experiência. Sou mestre em Marketing pela Mackenzie e também atuo na área de ensino. Apaixonado por História e um aprendiz incansável.

Ler conteúdo completo
Indicados para você