[ editar artigo]

FUNIL - DO TRADICIONAL PARA O DINÂMICO

FUNIL - DO TRADICIONAL PARA O DINÂMICO

Mídias online e off-line estão cada vez mais caminhando juntas por conta da existência dos dispositivos móveis e IoT. Um sinal que elas funcionam bem unidas é quando elas oferecem para o consumidor uma comunicação fluida e integrada.

Conforme apresentado na Jornada Insider, para criar boas experiências, empresas trabalhavam com FUNIS DE VENDAS TRADICIONAIS que serviam para entender o potencial cliente, descobrir em qual estágio ele estava e, a partir daí, desenvolver ações.

(Ele sempre seguia esta forma: no topo do funil um conteúdo bem abrangente, no meio considerações de possíveis ações e no fundo a decisão de compra)

Já sob a ótica do consumidor, o funil abrangia outras etapas:

(Quando o consumidor descobria o produto, ele comprava, testava e fazia o pós venda: gostei, não gostei, recompro, abandono)
 

Porém este tipo de funil tradicional não se encaixa mais para a realidade em que estamos vivendo. Com isto, passou a ser utilizado o FUNIL DINÂMICO, que faz muito mais sentido porque nele não existe mais a ótica da empresa e a do consumidor. O olhar, aqui, passou a ser pela ótica da advocacia, do cliente como promotor da marca.


Neste formato ampulheta não existem mais etapas lineares apontando ONDE o cliente entra e sai. Aqui, a proposta é entender, com o auxílio de duas ferramentas específicas, ONDE e O QUE as pessoas estão procurando:

1- JORNADA DO CLIENTE: ajuda a detectar pontos de contato ao longo da trajetória do cliente (tanto no pré como no pós venda) para a marca ir além de seu produto/serviço.

2- EFEITO BUMERANGUE: faz com que a marca vá além do funil, entregando experiência ao invés de produto. Na prática, este efeito nada mais é que uma aprovação social que gera loop de influência (o público vira promotor da marca e o tempo/serviço em comunicação da empresa diminui porque os usuários passam a fazer boa parte da etapa do funil)

Agora que as diferenças entre o funil tradicional e dinâmico ficaram mais claras, (re)pense sua estratégia, entregue conteúdo e não só produto, promova relações de confiança e sempre tenha em mente a importância de fazer uma jornada conectada, afinal, nossos consumidores estão always (e cada vez mais) on.

Marketing na Era Digital
Ler conteúdo completo
Indicados para você