[ editar artigo]

Mobile Marketing e a Era Smart

Mobile Marketing e a Era Smart

Em um mundo cada vez mais tecnológico ao qual dependemos cada vez mais de nossos smartphones para renovar nossas experiências digitais, é estranho imaginar que o uso massivo da internet teve origem apenas nos anos 2000. Que os inúmeros aplicativos que existem hoje, e de onde muitas empresas, inclusive unicórnios se originaram, é difícil imaginar que esta tecnologia tenha surgido apenas nos anos 2010. E mais difícil ainda imaginar que a Inteligência Artificial que já podemos ver em vários locais tenha surgido de forma mais massiva há apenas 2 anos atrás, em 2020.

Toda essa evolução está acontecendo diante de nós de uma forma muito rápida. O que nos faz pensar que hoje para as empresas a mobilidade deve estar no centro do negócio de forma estratégica, unindo dois fatores essenciais neste novo mundo: a tecnologia e a criatividade.

Vivemos hoje em uma era smart, onde tudo está mais inteligente, e conectado. Conexão entre coisas e pessoas, e conexão entre coisas em si. Toda esta evolução faz com que o consumidor também sofra uma mudança de comportamento intensa, estando cada vez mais empoderado, cada vez mais exigente, e cada vez mais intolerante quando toda essa tecnologia falha por alguns segundos. Quem nunca se irritou quando um app demora alguns segundos a mais para abrir, ou quando você precisa instalar um novo app e o carregamento parece que nunca tem fim? Estamos acostumados com o lado bom da tecnologia, com obter o que precisamos em segundos, e quando o 5G chegar ao Brasil e for uma realidade na prática, permitindo uma velocidade de 30 a 40 vezes maior do que a que temos hoje, essa exigência de tudo funcionando rápido e de forma perfeita será bem maior.

Na era smart, as coisas vêm se tornando cada vez mais inteligente, e a gama de opções vem aumentando cada vez mais, dos smartphones, passando para as tvs inteligentes, as chamadas smart tvs, chegando aos smart devices, coisas inteligentes e conectadas como tênis que traz informações sobre a sua corrida, sua passada, a geladeira que interage mostrando o que tem, o que precisa ser comprado, indicando receitas, os óculos conectados com música, dentre uma gama ampla de opções, inclusive os robôs que ajudam a limpar a casa, ou que servem de garçom no restaurante.

A tecnologia vem sendo desenvolvida através da evolução de novas interfaces, do digitalizar, para o tocar, falar e pensar. Hoje os assistentes de voz muito presentes no exterior, já são usados aqui no Brasil também. A facilidade da fala permite mais agilidade, mais tempo ganho, mais conexão e interatividade, e também mais exigência por parte do consumidor para produtos inteligentes, o que traz um desafio e tanto para as empresas surpreenderem o novo consumidor smart.

 

Imagem de Gerd Altmann por Pixabay

Ler conteúdo completo
Indicados para você