[ editar artigo]

MOBILIDADE

MOBILIDADE

Uma das maiores tendências tecnossociais é a mobilidade, que permite que o ser humano esteja sempre conectado em qualquer tempo e lugar, de forma a expandir sua interação com o mundo, tanto em termos de tempo quanto espaço. “O ser humano é mobile por natureza”, como nos disse o Rafael Kiso. “O futuro é mobile porque a natureza humana é mobile.

E toda essa tecnologia que permite a uma pessoa se movimentar sem se desconectar,  pode ser considerada mobile.  Acontece que a tecnologia mobile está cada dia mais ágil e compacta, permitindo que a levemos no bolso ou na bolsa, através das plataformas.

São diversas as tecnologias mobile disponíveis hoje: wi fi, RFID, SMS / MMS, GPS, NFC, Mobile Tagging, entre outras.

E as plataformas mobile, que utilizam qualquer tecnologia existente são os smartphones, carros, óculos, relógios, tablets, laptops, etc.

Como vimos no tópico Presença Digital, aqui também, além de ser necessário estar presente digitalmente, cada vez mais, também é necessário estar o tempo todo ao alcance do consumidor.

As tecnologias mobile são cada vez mais pensadas para facilitar o dia a dia do usuário.

A contribuição da tecnologia mobile é vasta: desde quando o consumidor vê um anúncio e então, na mesma hora já pode efetuar a compra no app, sem precisar chegar em casa e acessar no computador; até mesmo para acompanhar o processo de compra até ser finalizado/entregue.

E essas vantagens que a tecnologia mobile pode trazer, servem tanto para o consumidor quanto para as organizações.

E o conforto, praticidade, agilidade, otimização do tempo e segurança que nos traz, aproxima ainda mais o consumidor de sua marca.

Mas, e o outro lado?

E todo esse tempo conectado à internet? Dados nos mostram que o brasileiro é um dos campeões em tempo conectado à internet, com  média de nove horas e quatorze minutos diários de acesso, ficando atrás apenas de Tailândia e Filipinas.

A tecnologia está diariamente presente na vida de milhões de pessoas ao redor do mundo, desde que acordamos e já vamos checar o smartphone, até fecharmos os olhos, antes de dormir.

Estamos viciados. E isso já faz parte de nosso cotidiano, já se tornou um hábito, uma dependência.

O lado ruim é que estamos tão ligados nas nossas vidas online, que esquecemos de manter o contato offline. Não prestamos mais atenção no mundo a nossa volta, não conversamos mais pessoalmente (muito antes da pandemia).

Outro ponto são as doenças que o uso excessivo nos podem trazer: obesidade, problema na visão, LER (lesão por esforço repetitivo), entre outras.

A comodidade nos traz tudo isso.

Precisamos ter moderação e equilíbrio em sua utilização, para que nossa saúde não seja prejudicada nem nosso trabalho, estudo e as atividades do dia-a-dia.

Marketing na Era Digital
Ler conteúdo completo
Indicados para você