[ editar artigo]

Neuro no marketing

Neuro no marketing

Sempre tive um fascínio pelo cérebro humano. Ele é o instrumento mais importante do nosso corpo, controla o que fazemos, o que vemos, o que pensamos, o que sentimos e, na maioria das vezes, decide por nós.

Já se deu conta do número de decisões que você toma durante o dia? É tudo tão automático e inconsciente que fazemos sem perceber, como escovar os dentes, tomar banho, escolher a roupa, tomar o café da manhã, etc. Conforme a quantidade de responsabilidades que se vai assumindo no dia a dia, mais e mais o cérebro vai buscar automatizar sua vida para diminuir a dor, aumentar o prazer e garantir a sobrevivência, economizando energia para desafios maiores. 

“Tomamos 35 mil decisões por dia e recebemos 11 milhões de bits de informação por segundo e conseguimos absorver apenas 40 bits”, ressalta dra. Eliane Coutinho 

Entender o comportamento do consumidor é uma tarefa constante. Nesse contexto, o neuro no marketing contribui na compreensão do comportamento humano, analisando a atenção, as emoções e as memórias.  

“Não somos seres racionais. Somos totalmente emocionais e primeiro sentimos, depois pensamos.” – Martha Gabriel

Com o neuromarketing é possível entender como o consumidor toma as decisões de compra e como o cérebro reage aos estímulos que recebe. Analisando estas reações é possível adequar a abordagem, a comunicação e a mídia para maior impacto, conversão e engajamento. 

 

Marketing na Era Digital
DENISE TERESINHA VIEIRA  MARQUES
DENISE TERESINHA VIEIRA MARQUES Seguir

Inquieta. Criativa. Comunicativa. Publicitária. Trabalho em uma grande empresa na área de marketing e comunicação. Acredito na colaboração e na troca.

Ler conteúdo completo
Indicados para você