[ editar artigo]

Neurociência e marketing

Neurociência e marketing

Somos indivíduos com histórias diferentes, cada um, e entendemos o mundo por meio de valores que construímos com as experiências vividas e, principalmente, sentidas. Assim sendo, enxergarmos a realidade conforme interpretamos, de forma individual.

Nosso cérebro busca por esses arquivos e referências o tempo todo, para que tomemos decisões de forma mais rápida, evitando esforço e perda de energia. Com isso, acabamos desenvolvendo padrões de comportamento e resposta a determinados estímulos.

Estudos mostram que padrões identificados pela neurociência aplicados em estratégias de marketing podem trazer um aumento considerável da assertividade na comunicação. É possível usar isso de forma ética e eficaz, interagindo de forma positiva com nosso cliente?

Queremos todos conexão e emoção, menos dor e mais prazer. Gostamos de ser bem tratados, não perder tempo, dinheiro, direitos e termos nossos desejos atendidos. Podemos começar nossa troca com os clientes por aí, sem manipulação. Qual a melhor hora para fazer um post e ter atenção, quantas perguntas colocar no meu questionário sem cansar, qual a melhor estrutura de texto para informar de forma objetiva. As técnicas vão muito além receber o cliente com um sorriso.

 

 

imagem: freepik.com/kjpargeter

Marketing na Era Digital
Ler conteúdo completo
Indicados para você