[ editar artigo]

Neuromarketing - Decifrando o comportamento do consumidor!

Neuromarketing - Decifrando o comportamento do consumidor!

O neuromarketing tem como objetivo, estudar e compreender o que influencia na tomada de decisão dos consumidores. Decifrar os caminhos que a mente percorre, como e quando estimular os sentidos e emoções até a tomada de decisão e a partir daí, definir estratégias mais inteligentes e assertivas, utilizando estudo e técnicas que auxiliem para um melhor desempenho para as empresas e uma melhor experiência para o consumidor.

A ética precisa estar presente nas ações da empresa, o foco deve ser em desenvolver esforços para proporcionar uma experiência positiva, criando uma ligação entre o produto ou serviço com o consumidor.

Para decifrar a mente do consumidor é preciso estudar a fundo o funcionamento da estrutura cerebral, que é dividida em 3 partes interligadas mas autônomas: 

Cérebro Reptiliano - Primitivo: Parte mais antiga do cérebro, responsável pelo comportamento de sobrevivência e emoções instintivas, como: dor, fome, respiração. Uma publicidade que ativa essa função faz com que um produto ou serviço se torne uma necessidade ao invés de desejo. Exemplo é a pessoa com sede, mesmo sabendo que a água mais saudável, prefere um copo de coca-cola. 

Cérebro Límbico - Intermediário: Conhecido como cérebro emocional, ativado por 5 sentidos: audição, visão, olfato, paladar e tato. Ele capta as emoções, envia para o sistema reptiliano que recebe, processa e toma decisão final. 

Neocortex: É o responsável pelo pensamento de memória, racionais e lógicos. Envolvido com habilidades evolutivas como por exemplo: pensamento complexos, decisões racionais, cálculo. Associado ao cérebro reptiliano e límbico, emoção e memória, envolve-se às habilidades evolutivas avançadas, como criatividade, imaginação e intelecto. 

O que isso tem a ver com vendas? 

A emoção captada pelo consumidor (sistema límbico) sobre sua marca, produto ou serviço, é direcionada para o nível da razão (reptiliano), ativando sua tomada de decisão. 

Entender quais emoções captam a atenção do consumidor, aumenta de forma significativa as chances de sucesso na venda.  

É preciso estudo para criar uma estratégia, para que você saiba exatamente quais elementos usar para potencializar a eficiência das ações, e influenciar de forma assertiva na tomada de decisão do consumidor.

Marketing na Era Digital
Ler conteúdo completo
Indicados para você