[ editar artigo]

O dia em que a globo fez propaganda de graça para minha cliente!

O dia em que a globo fez propaganda de graça para minha cliente!

Eu sou Gisele Teixeira e moro onde judas perdeu as botas, também conhecido como Santo Antônio de Leverger - MT.

Estou fazendo, como freela, a campanha de uma candidata a vereadora aqui da minha cidade.

Entendendo o case!

Em nossa cidade há uma árvore muito típica que floresce apenas uma vez por ano, que é o Ypê. Antes disso ela perde todas as folhas, fica totalmente seca e aparentemente sem vida. (Segura esta informação)

Analisando a etnografia da cidade, todas as vezes que o ypê floresce as pessoas daqui tem a tradição de tirar fotos em frente ao Ypê florido. Isso acontece desde a época em que não havia celulares com câmeras fotográficas. É comum você ir em casas e ver quadros antigos das pessoas em frente ao ypê florido. Depois do surgimento do orkut, depois facebook e instagram esta prática aumentou.

Nas campanhas políticas, de alguns anos para cá, você não pode grudar cartazes dos candidatos pelas ruas da cidade, pintar muros etc, como era feito antigamente.

(Nossa usei esta palavra e me senti uma asilosa, mas não havia outra para substituí-la no momento)

Enfim, aqui onde judas perdeu as botas, ops... Santo Antônio de Leverger tem um ypê em cada rua praticamente.

Escolhi então o ypê como símbolo da campanha desta minha candidata, pelo fato de que é uma árvore tradicional da cidade e também pela coincidência de que a minha candidata se curou recentemente de um câncer em que ela havia perdido todos os cabelos. Assim como o ypê antes de florir perde todas as suas folhas.

Só aqui já seria um case de um ótimo hack, pois a árvore está na memória afetiva da cidade, e depois do lançamento da campanha com esse storytelling, ninguém conseguiria olhar para um ypê florido sem se lembrar dela.

 

Veja, não posso postar cartazes com o nome dela pelas ruas da cidade, mas encontrei uma forma de ter um signo que remeta a ela de alguma forma, espalhado pela cidade.

Enfim, no lançamento da campanha dela nas redes sociais, convoquei a militância a postar uma foto do ypê florido nas redes sociais com a descrição: Você que deseja ver a nossa cidade florir, poste uma foto de um ypê florido. Sem em nenhum momento mencionar que tratava-se de uma campanha.

 

Seria um hack para as pessoas aqui da cidade, que alguma vez na vida tiraram uma foto em frente ao ypê florido, verem a movimentação e querer fazer o mesmo só pra entrar no rolê.

 

Foi exatamente o que aconteceu. Até mesmo uma das pré candidatas à prefeitura, da oposição ao partido da minha candidata, postou, não só uma, mas várias fotos em frente aos ypês de várias cores. (KKK rindo muito)

Ao final do dia, postamos na página da nossa candidata que o Ypê era símbolo da campanha dela.

E não foi só isso, orientei a militância a enviar fotos dos ypês floridos para o WhattsApp de todas as emissoras do estado de Mato Grosso.

Por coincidência, ou não, a afiliada da globo fez naquela mesma semana uma matéria completa sobre a Floração dos Ypês. (KKK rindo muito alto)

Então, as pessoas daqui viram na timeline várias fotos de ypês floridos em suas redes sociais, provavelmente viram a reportagem na afiliada da globo e depois souberam que o ypê era o símbolo da campanha desta pré candidata a vereadora. 

Quando você entende o comportamento da pessoa para quem você vai comunicar, é mais assertivo criar os gatilhos que possivelmente podem gerar o comportamento desejado.

Muitas pessoas de fora da militância dela postaram fotos com o ypê e ajudaram a divulgá-la de forma inconsciente — e até a Afiliada da globo ajudou nisso, e de graça!

Marketing na Era Digital
Ler conteúdo completo
Indicados para você