[ editar artigo]

Porque algumas marcas encantam?

Porque algumas marcas encantam?

Pensar estratégias de comunicação com foco no usuário pode até parecer uma novidade do mundo digital, mas a verdade é que marketing, mesmo antes da internet, sempre foi e vai continuar sendo sobre isso. A transformação digital, recentemente acelerada pelo distanciamento imposto com a pandemia, parece ter trazido a discussão à tona. Nunca se falou tanto sobre UX (experiência do usuário) e branding.

Afinal, o que faz uma empresa ser forte e ganhar relevância no meio de tantos concorrentes? O sucesso de marcas como a Disney comprova que uma boa sinergia entre comunicação e experiência possibilita consistência e êxito a longo prazo.

Independente dos meios, as estratégias nos pontos de contato com o cliente devem levar em consideração os elementos do manual de marca; alinhando branding com toda e qualquer forma de experiência que o usuário tenha, seja lendo um texto, entrando numa loja, acessando o site, etc.

Uma das vantagens do digital está na possibilidade de adaptar estratégias com mais velocidade. A cerveja Corona, por exemplo, trabalhou sua comunicação nos últimos meses a fim de associar o produto a sensações positivas. Apesar do nome igual ao vírus, a empresa conseguiu se desprender do viés negativo e manter seu valor de marca ligado a boas experiências.

Assim como qualidade de produto, cheiros, sons e qualquer outro estímulo devem trabalhar alinhados a fim de estimular uma identidade forte e concisa da marca, com menor ruído e risco de dissonância cognitiva possíveis.

Marketing na Era Digital
Ler conteúdo completo
Indicados para você