[ editar artigo]

Quem tá on levanta a mão

Quem tá on levanta a mão

Os motivos para se ingressar no mundo virtual hoje são inúmeros, a começar pelo fato de que quase dois terços da população mundial estão online, ou seja, aproximadamente 5 bilhões de pessoas.

O ato de consumir e suas motivações variam de acordo com a satisfação de necessidades biológicas, psicológicas e sociais. Um consumidor pode não ter motivos claros que o levem a adquirir um produto, mas pode sofrer influência de fatores externos e pessoais nesse processo de compra, tais como família, sociedade, amigos, colegas, influenciadores e toda uma vasta gama de estratégias de marketing espalhadas por aí.

O marketing é o responsável por identificar a necessidade desse consumidor, onde está a sua dor e oferecer soluções para o seu problema. O intuito é criar uma identidade para o produto, fazê-lo necessário ao cliente através de métodos de consumo, gerando lucro para a empresa que o oferece e satisfação para quem o consome, para que esse ciclo de consumo não tenha fim. Este é o desafio, fazer com que o público que está cercado das mais variadas ofertas de produtos e serviços, efetue a compra do que você está oferecendo naquele momento, se mantenha satisfeito e compartilhe com toda a sua rede, propagando “aos quatro cantos” essa sua satisfação.

O e-commerce no Brasil registrou faturamento de R$ 161 bilhões em 2021, 27% a mais em relação a 2020, recorde absoluto para o comércio eletrônico, impulsionado, em grande parte, pela pandemia iniciada em 2020, que acabou provocando o fechamento das portas do varejo físico e sua consequente migração para o meio digital.

De acordo com a pesquisa “Jornada omnichannel e o futuro do varejo”, realizada pela Social Miner em parceria com a Opinion Box, os principais motivos pelos quais os consumidores têm comprado pela internet  são: preço 48% e praticidade 46%. Entre eles, 39% destacam que as ofertas e os descontos são melhores nas lojas online. Para 34% dos consumidores a experiência positiva de compra tem bastante peso para compras futuras, independente do preço dos produtos. O consumidor valoriza preço competitivo, boas ofertas, praticidade e variedade, mas dão bastante importância ao atendimento recebido, quanto mais personalizado, melhor. Esse é considerado o grande diferencial - a experiência do consumidor.

O consumidor de hoje compra online mas não compra em qualquer lugar. Ele checa as referências, verifica as provas sociais, confirma com o seu círculo de amizades, mesmo que das redes sociais, como foi o processo de aquisição do produto, de entrega, de troca, como foi o atendimento, como foi conseguir falar na empresa em caso de necessidade etc. 98% das pessoas que visitam sites de compra, visitam também sites de busca no mesmo período, o que mostra que esse consumidor está atento a tudo que possa envolver a empresa escolhida para realizar a compra. 

Marketing na Era Digital
Andréa de Souza
Andréa de Souza Seguir

Especialista em Assessoria de Comunicação e Marketing pela UFG com experiência na área de marketing e eventos de mais de 20 anos, atuando na organização, planejamento, docência e treinamentos corporativos. Atuação no marketing digital desde 2012.

Ler conteúdo completo
Indicados para você