[ editar artigo]

Storytelling focado nas redes sociais

Storytelling focado nas redes sociais

Quer aumentar seu engajamento por meio de histórias? Conheça o storytelling!

Nada mais incrível do que encantar e atrair pessoas por meios de histórias. Ninguém se importa muito com a proposta de venda de uma empresa que apenas visa o lucro do seu produto no mercado. A maioria dos interessados vai acabar comprando apenas por necessidade ou desejo.

Para melhor explanar, vamos pedir para que você imagine duas empresas que trabalham com vendas de bolos. Uma marca X vendendo de forma superficial, esse produto não chamaria tanta atenção. Agora, se ele fosse vendido pela empresa Y, no qual a dona produziu todo material em sua própria fazenda, fruto de uma receita que passa por gerações, e ela empregasse todo esse contexto na estratégia da venda do produto, isso seria mais relevante para o processo decisório do consumidor quando comparado ao método da empresa X.

Viu a importância em criar conexões com histórias?!

Segundo Eliane Coutinho (2020), especialista em neurociência aplicada ao consumo, quando passamos uma informação para o cliente (dado ou gráfico), essa mensagem ativa somente duas áreas do cérebro (as da linguagem). Já quando contamos uma história, sete áreas cerebrais são estimuladas (memória, atenção, processamento, raciocínio etc.), o que é mais eficaz para engajar clientes.

No marketing, essa arte de contar histórias é conhecida como storytelling, prática introduzida no cenário digital em 1994, por Joe Lambert. Método importante para melhor atrair a atenção do leitor e impactá-lo de forma mais eficaz. De acordo com Rez (2017):

Storytelling é a capacidade de contar histórias de maneira relevante, onde os recursos audiovisuais são utilizados juntamente com as palavras. É um método que promove o seu negócio sem que haja a necessidade de fazer uma venda direta. Em outras palavras, o storytelling tem um caráter muito mais persuasivo do que invasivo. 

Um dos cases de sucesso no Brasil, foi uma campanha dos dias do namorados, da Vivo, que produziu um clipe em 2013, para a música Eduardo e Mônica, que na época já tinha 25 anos de composição. Confira:

Quando se consegue criar um elo entre o público-alvo e a narrativa, ele tem a possibilidade de se identificar com aquela história, guardar alguma mensagem, ou, até mesmo, por ter ficado tão envolvido, recontar para outras pessoas. É desta forma que algumas empresas cativam clientes e conseguem criar vínculos com possíveis usuários.

Dicas de storytelling para as redes sociais:

  • Post carrossel (em cada foto você pode contar um trecho de algo relacionado a seu produto/marca e assim ir prendendo a atenção do leitor até a última parte);

  • Demonstrar um pouco do seu cotidiano pode se tornar mais atrativo para seu segmento alvo, do quê apenas centralizar tudo em publicações formais;

  • Criar vídeos, como contando sobre a origem do seu negócio;

  • Produzir algo para seu blog que aumente a conexão da marca com seus seguidores.

Ao criar uma história para impactar seu público-alvo é importante não inventar mentiras, isso prejudicaria sua imagem no mercado. É fundamental no storytelling criar algo relevante que encante e envolva os leitores, do começo ao fim da história. Saia do superficial, lembre-se que nas redes sociais seu conteúdo está concorrendo com informações variadas. Liberte-se, dê asas a sua criatividade!

Referências:

https://www.mlabs.com.br/blog/storytelling-nas-redes-sociais/

https://novaescolademarketing.com.br/o-que-e-storytelling/

Marketing na Era Digital
Jainara de Jesus Viana Silva
Jainara de Jesus Viana Silva Seguir

Publicitária, especialista em Gestão de Marketing. Atualmente, trabalho com consultoria em marketing digital, gestão de redes sociais e direção de arte na MKT Consultoria & Design.

Ler conteúdo completo
Indicados para você