[ editar artigo]

Tu tornas responsável pelo que cativas...

Tu tornas responsável pelo que cativas...

O conteúdo é o ponto central de qualquer estratégia de marketing que tem como finalidade envolver o público, influencia-lo e leva-lo a tomar decisões em prol de objetivos e resultados desejados.

Esse envolvimento consiste em criar imagens, textos, vídeos, áudios e qualquer outro tipo de informação, diversão e conhecimento que seja capaz de gerar conteúdos úteis, relevantes de tal forma que possam gerar credibilidade e autoridade ao longo do tempo.

E quando se conquista essa situação podemos dizer que estamos construindo uma presença digital na qual se traduz na força de uma marca, ou em uma estratégia de branding.

Uma estratégia de branding no digital se caracteriza por formar uma marca forte na mente do consumidor, ou seja, torna-se autoridade ou referência em determinado conteúdo.

E essa marca como força de expressão apresenta benefícios que seriam:

  • Um posicionamento claro e objetivo na qual seus objetivos foram desenhados.     
  • Transmitir toda maestria e valores em forma de conteúdos criados ou promovidos
  • Ser forte e resiliente para resistir a mudanças de plataformas
  • Não ficar preso as forças do mercado, e o mais importante
  • Gerar a própria audiência capaz de não depender exclusivamente de algoritmos.

Ser hoje uma marca forte relacionada à autoridade e referenciada pelo no mercado/web em um assunto pode em alguns casos ser bem mais relevante do que a audiência em determinadas plataformas.

Para começar a explicar estes fatos, primeiro vamos as verdades, se você construiu, escreveu, criou, fotografou, desenhou, publicou e postou algo, ele é um conteúdo, e “inicialmente e originalmente é seu”. Quanto mais ações deste tipo você fizer, maiores as chances de conquistar a sua autoridade.

Essa autoridade pode levar a ter mais pessoas que passarão a segui-lo consequentemente sua audiência poderá aumentar, contudo se os seguidores não estiverem em uma comunidade própria, e sim em uma plataforma social, estes seguidores não são seus, eles apenas te seguem, tanto é que estão com você e podem sair no momento que for mais conveniente para eles.

Não temos controle sobre isto! Os “nossos seguidores” são da plataforma.

O melhor exemplo para isto é o fato de não alcançarmos uma comunicação com 100% da nossa rede de seguidores.  

É preciso avaliar hoje que uma estratégia de marketing de conteúdo deve não somente se preocupar com a qualidade e quantidade do conteúdo, mas também com uma estratégia de formação de marca referenciada pelo resultado do conteúdo, e principalmente com o seu principal ativo: o seu público por meio de uma comunidade própria, isso seria sim a experiência de conteúdo! 

Marketing na Era Digital
Ler conteúdo completo
Indicados para você