[ editar artigo]

E quando o assunto acabar?

E quando o assunto acabar?

A produção de conteúdo é a fase que exige mais transpiração dentro da jornada de marketing no ambiente digital. Esse trabalho depende da observação profunda do comportamento do cliente em todas as etapas do processo de relacionamento e, por ser dinâmico, deve estar em contínua evolução. Mas até mesmo a dinâmica um dia parece ter fim. Nas redes sociais, podemos perceber uma saturação de conteúdo. Ideias parecidas se multiplicam em perfis diferentes, num movimento onde todos buscam freneticamente inspiração pegando carona no perfil do colega, do concorrente, ou de alguma autoridade em determinado assunto.

A consequência disso é a perda de engajamento e resultados mais pulverizados, exigindo muito mais esforço nas plataformas a cada postagem. Daí vem a pressão do chefe do cliente ou de você mesmo, se for empreendedor, por temas ricos e criativos que façam o espetáculo por si só, ignorando a necessidade de adequar o orçamento da campanha ou até mesmo rever a estratégia do negócio.

O fato é que ninguém é criativo o tempo todo e o consumidor, por sua vez, anda mais perceptivo para os mecanismos criados para atraí-lo e inseri-lo nas jornadas de produtos e serviços. Há uma imensa oferta de conteúdo e uma distração generalizada, que tornam a atividade de inbound marketing um desafio cada vez mais complexo. Some-se a isso as angústias trazidas por mais de um ano de pandemia e a série de restrições que tal cenário impôs a todos nós.

Diante do cenário atual, as fórmulas de sucesso (se é que existem) estão se esgotando mais rapidamente e o momento exige que marcas e produtos se posicionem com clareza, definam e sigam seu propósito. Se há o dilema entre manter a frequência de publicações e a geração de conteúdo rico e relevante, lembre-se dos valores que diferenciam seu negócio e tornam sua oferta única. Rever a trajetória das informações que a empresa vem trabalhando é o primeiro passo. Analise se os seus conteúdos estão de fato distribuídos adequadamente para todas as etapas do funil de vendas, ou se você não está concentrando os assuntos em uma única fase, o que pode ser a causa da saturação. Amplie a visão, busque histórias contadas pelos próprios clientes e crie possibilidades de que outras pessoas se identifiquem com aquela situação.

Se a maneira como as pessoas se relacionam com o conteúdo está mudando, está aí a oportunidade de fortalecer o elo com os clientes, criando conteúdos que façam sentido com a vida real. Afinal, engajamento é uma via de mão dupla: clientes se engajam com empresas engajadas, de forma única e autêntica, com suas necessidades e desejos.

Marketing na Era Digital
Marcia Eli da Silva Marques
Marcia Eli da Silva Marques Seguir

Sou formada pela ESPM e tenho 30 anos de profissão. Nessa trajetória, estou sempre aprendendo e tentando me reinventar. Vejo no curso uma grande oportunidade para me preparar para o que vem por aí, seja lá o que o mercado nos apontar.

Ler conteúdo completo
Indicados para você