[ editar artigo]

‘’Não venda produtos, venda experiência!’’

‘’Não venda produtos, venda experiência!’’

É crescente o número de empresas nos mais variados segmentos. A evasão do óbvio (ser apenas mais um no mercado, não buscar como se destacar ou entregar uma proposta diferenciada para o público-alvo) virou mais que uma necessidade, afinal, acomodar-se é submeter-se a uma marca de baixo resultados. É daí que surge a importância de entregar uma experiência diferenciada para o cliente.

Investir na experiência do usuário é a chave fundamental para todo tipo de negócio. Um consumidor satisfeito, pode indicar sua marca, voltar a consumir seu produto ou, ainda mais, virar um advogado para sua marca. À vista disso, Kotler, Kartajaya e Setiawan defendem a seguinte questão:

‘’Para conseguir isso, as empresas deveriam mapear o caminho do consumidor até a compra, entender os pontos de contato dele com a marca ao longo desse percurso e intervir nos pontos que interessam. Deveriam concentrar seus esforços intensificando a comunicação, fortalecendo a presença no canal e melhorando a interface com o cliente – em melhorar aqueles pontos de contato cruciais, bem como em introduzir uma forte diferenciação.’’ (KOTLER; KARTAJAYA; SETIAWAN, 2017, p. 87).

O primeiro passo para a entrega de uma experiência eficaz é a necessidade de compreender a jornada do cliente, percurso do consumidor até a compra, e mais do que isso, colocar-se no lugar dele. Para Kiso (2020), se a experiência do cliente envolve o valor que ele recebe em todos os pontos de contato da jornada, ser customer centric (colocar o cliente no centro do seu negócio) é o que motiva as empresas a fornecerem tal experiência.

É válido, então, questionar-se, o que seria melhor para facilitar a ligação do cliente ao produto? Quais pontos teriam a necessidade de serem otimizados? Todos esses quesitos entram em discussão para a melhoria de uma jornada.

É de suma importância também, tentar oferecer a famosa experiência UAU. Para Kotler, Kartajaya e Setiawan (2017), quando alguém tem certa expectativa ao efetuar uma compra, mas obtém muito mais, trata-se de um momento UAU. A exemplo temos a Disney, uma empresa que foca no atendimento por excelência:

Inspirar-se em empresas que primam por um atendimento diferenciado é uma ótima dica para quem quer focar na experiência do consumidor e buscar sua fidelização. Entenda as necessidade e desejos dos seus clientes, saiba em qual nível da jornada ele se encontra para que você possa ajudá-lo (pode ser com um post na rede social, um artigo no blog, e-mail etc.).

Não seja mais uma empresa que visa apenas lucro e vendas no mercado, preocupe-se em proporcionar uma experiência diferenciada, e o demais virá!

Marketing na Era Digital
Jainara de Jesus Viana Silva
Jainara de Jesus Viana Silva Seguir

Publicitária, especialista em Gestão de Marketing. Atualmente, trabalho com consultoria em marketing digital, gestão de redes sociais e direção de arte na MKT Consultoria & Design.

Ler conteúdo completo
Indicados para você