[ editar artigo]

Neuromarketing - o impulso inconsciente

Neuromarketing - o impulso inconsciente

O cativante mundo do marketing interligado com a neurociência, provoca e encanta, sentimentos contrastantes  que podem ser alinhados, exigindo um exame apurado das respostas humanas a uma lógica aparentemente inexistente.

O impulso gerado pelo nosso cerébro, numa porcentagem muito alta, possui o poder de decidir uma ação que vamos, ou não, tomar. Seja ela em relação a uma viagem, hotel, restaurante ou compra em uma loja.  Por mais coerente que pareça esta decisão, ela vem carregada pelas emoções inconscientes.  

O neuromarketing busca entender estas reações das pessoas, estuda estratégias que possam fazer elas sentirem-se estimuladas e resolvidas para efetivar uma ação.

A simbiose que define o neuromarketing catapulta muitas atitudes que, de certo modo, estariam resguardadas por potenciais consumidores. Influencia, com muitas variáveis de criatividade, as projeções de investimentos de um público que analisa além da superficialidade. Público este que não se comove com anúncios burlescos, frutos de uma pobreza criativa, que não tem nada a ver com marketing, mas unicamente transporta para o digital panfletos analógicos.

 

Marketing na Era Digital
Ler conteúdo completo
Indicados para você