[ editar artigo]

Podcasts se multiplicam em qualidade e diversidade

Podcasts se multiplicam em qualidade e diversidade

Os podcasts estão cada vez mais dominando o espaço entre as mídias digitais. Com os mais diferentes temas, tempos e formatos (bate-papo, entrevista, análise e muito mais), eles passaram a ocupar mais e mais vagas em plataformas de áudio como Spotify, Deezer, Soundcloud, Google Podcast, Apple Podcast e na brasileira Globo Play.

Aliás, a Globo, no Áudio Day que aconteceu em janeiro, apresentou uma série de novidades para o mundo dos podcasts como a contratação de influencers e produtores. No evento, revelou a parceria com o B9 ( uma das maiores e mais relevantes produtoras de conteúdo em áudio do país) e a contratação de Ivan Mizanzuk (um dos grandes profissionais do podcast Brasil) que vai assinar projetos exclusivos.

Mas como dimensionar a força dos podcasts no Brasil? Existem dados que já atestam esse poder. A própria Globo contratou uma pesquisa com o Kantar Ibope para investigar melhor esse avanço no Brasil e os dados foram reveladores. No ano de 2019, 13% da população se declarava ouvinte de podcasts, um total de 21 milhões de brasileiros com 16 anos ou mais. Em 2020 esse número saltou para 17% da população, ou seja, 28 milhões de pessoas,

A força do áudio

Podcast ainda é um universo muito dominado por homens, mas os dados de 2019 da PodPesquisa, uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Podcasters (abPod), mostra por exemplo que já há quase dois anos, a participação feminina na audiência vem crescendo, saltando de 16% para 27%.

  

Num resumo geral de alguns dados dos perfis de quem ouve podcasts, a pesquisa mostra que é uma pessoa na faixa de 20 a 39 anos, com curso superior (completo ou incompleto) o que em termos mercadológicos chama a atenção e vem atraindo cada vez mais investimento publicitário e patrocínios. 

Mas um dos pontos mais interessantes deste estudo, é que, apesar da recente explosão dos podcasts, seus ouvintes já estão na trilha há aproximadamente 5 anos em sua maioria. E onde ouvem? Uma grande e esmagadora maioria no Spotify, como mostra a imagem abaixo.

     

Setor consolidado

No fim de 2020, o Spotify divulgou seus números de streaming no mundo e já afirmou que Podcasts formam um segmento sólido e, ao mesmo tempo, em crescimento. Na divulgação, a plataforma revelou que, no mundo, ela já conta com 1,9 milhão de podcasts,  “com 200% de aumento no consumo do formato no terceiro trimestre de 2020”.

Apesar de plataformas como Spotify cobrarem para acessar seus conteúdos, 22% dos seus novos clientes chegam à plataforma por causa de podcasts. E forma um público tão fiel, que pela pesquisa a abPod, 25% pagaria entre R$ 5,00 e R$ 10,00 para ter acesso a conteúdos exclusivos. É pouco? Nesta faixa sim, mas outra faixa também de 25% pagaria de R$ 15,00 a R$ 50,00. Somando essa disposição, a outra - a dos anunciantes e patrocinadores em investir no segmento - os podcasts saíram definitivamente do campo do áudio amador.

(todos as imagens neste artigo são da PodPesquisa 2019-2020 realizado pela abPod em 2019. A PodPesquisa recebeu 16.713 respostas válidas através de formulário digital no período de 21/10/2019 a 15/12/2019 e foi focada no perfil do ouvinte de podcast brasileiro)

          

Marketing na Era Digital
Alessandro Paveloski
Alessandro Paveloski Seguir

Web Analytics @ InCuca | Insider @ Marketing na Era Digital | Digital Marketing Specialist @ Udacity | Mestre em Comunicação @ Unesp | Especialista em Marketing @ FGV | Jornalista @ Unesp | Lifelong Learner @ Vida

Ler conteúdo completo
Indicados para você