[ editar artigo]

Por que deixar a produção de conteúdo de lado vai ajudar sua comunidade?

Por que deixar a produção de conteúdo de lado vai ajudar sua comunidade?

Se tem uma coisa que toda comunidade online precisa se preocupar, isso se chama engajamento. Muitas vezes é necessário deixar de lado até mesmo a produção de conteúdo e focar em atrair ainda mais a participação dos integrantes. 

LEIA MAISComo fazer seus participantes se engajarem na comunidade?

Isso parece estranho para você? Pois saiba que faz mais sentido do que imagina.

Focar suas atenções no que realmente importa é a chave para o sucesso de uma comunidade online. Por outro lado, tomar uma decisão errada pode fazer tudo ir por água abaixo.

Quer saber como evitar isso? Então me acompanhe até o fim.

Conteúdo demais pode ser ruim

Calma, não estou dizendo que uma comunidade não deve ter posts, mas sim que eles não devem ser a sua meta para o crescimento dela. Não são raros os casos em que o foco no conteúdo que o próprio gestor gostava acabou transformando a comunidade em um blog e desvirtuando do objetivo inicial.

Esse é um grande erro e deve ser evitado, ou todo o projeto pode acabar fracassando desde o início. Entender como uma comunidade online funciona é essencial para que o gerente de comunidade possa traçar o plano certo e buscar ações que priorizem o engajamento — e não a produção de conteúdo.

LEIA MAISO que faz um gerente de comunidade e 9 dicas para se tornar um

Não podemos nos esquecer que é esse fator que diferencia uma comunidade online de um blog. Quando há apenas conteúdo e não engajamento, não há sentido de existir.

Começando o movimento

Costumamos ressaltar a atuação do gerente de comunidade e como ele é importante para o crescimento da comunidade, mas nesse caso o protagonismo é todo do primeiro participante. Para entendermos melhor a importância, vamos usar o exemplo de um dançarino.

Quando há apenas uma pessoa dançando sozinha, é a chegada de um segundo participante que transforma o primeiro em um líder. E é necessário muita coragem para exercer esse papel, (ou da ajuda de alguém). E é aí que o gerente deve atuar.

Um dos passos iniciais para o crescimento de uma comunidade online é a entrada do primeiro participante no ambiente. Ele deve ser estimulado a fazer uma ação de chamada de amigos, começando assim a dar início ao engajamento propriamente dito.

Crescendo com estilo

Todos gostam de ler textos bem escritos e claros, mas já se deparou com um conteúdo tão bem feito que parecia ser feito por um profissional? Pois é, até mesmo um ótimo artigo pode ter o seu lado negativo

Neste caso, ele irá afastar os iniciantes e pode fazer com que eles se sintam intimidados a escrever. Ao ler um texto cheio de fontes, citações e como elementos mais formais, a pessoa pode achar que não é boa o suficiente para escrever na comunidade. 

LEIA MAISPor que os blogs não são comunidades online?

Em uma comunidade (exceto de professores, jornalistas, etc) a escrita informal é plenamente aceita e deve ser tratada com naturalidade. Como essa é a maneira como a imensa maioria da população se comunica, isso vai aumentar a identificação e as chances do participante se sentir estimulado e começar a produzir conteúdo dentro da comunidade.

Ela irá crescer de forma orgânica, com textos orgânicos feitos por pessoas reais e que geram mais reconhecimento. Ou seja, ao focar no engajamento, a produção de conteúdo acontece depois, naturalmente, como o produto das ações de gestão da comunidade.

Não devo ter profissionais escrevendo?

Permitir a participação de profissionais da escrita é totalmente permitido e válido. Ter conteúdos bem produzidos e com referências irá fazer muito bem para a sua comunidade, desde que eles não se sobreponham ao material feito pelos participantes "normais".

Assim como muitas coisas na vida, essa ação é permitida contanto que não ocorram excessos.

Procure manter o tom da comunidade sempre alinhado com o que é produzido naturalmente, pois assim você não irá correr o risco de afastar os participantes orgânicos e ver seu engajamento diminuir.

Mesmo assim, existem exceções. Comunidades muito formais e que costumam ser feitas para um nicho que se comunica dessa forma não precisam se preocupar com esse fator, pois os participantes já sabem disso de antemão. Se esse é o seu caso, não há com o que se preocupar.

Foco no que importa

A principal lição que aprendemos de tudo isso é que a produção de conteúdo é o resultado e não o caminho para o crescimento da comunidade. Com essa ideia em mente você irá conseguir alcançar os resultados que deseja e verá mais e mais pessoas entrando e participando das ações propostas.

LEIA MAISPor que você deve ter apenas 100 super-fãs?

Seguindo essas orientações e adotando boas práticas, você terá tudo que precisa para crescer e tornar a sua comunidade online cada vez maior.

Esse conteúdo também faz parte do meu livro Community Hacking, escrito em parceria com a Marilvia Oliveira. Para saber mais sobre esse assunto e conhecer mais sobre a obra, confira o livro aqui neste link. Ele prepara você para dominar o universo da gestão de comunidades!

Marketing na Era Digital
Luciano Kalil
Luciano Kalil Seguir

CEO - Duopana - Plataforma para você criar comunidades e ambientes colaborativos de produção de conteúdo.

Ler conteúdo completo
Indicados para você