[ editar artigo]

Qual é a sua presença digital?

Qual é a sua presença digital?

“Se exponha e exponha seu trabalho todos os dias e você começará a conhecer pessoas incríveis” – Bobby Solomon.

Já teve a curiosidade de digitar no buscador o seu nome para ver o que aparece?

Isto mesmo, fazer uma busca do seu próprio nome como costumamos fazer com produtos e serviços pelos quais estamos interessados. Por que não fazer o mesmo com nosso maior ativo que vem a ser nós mesmos?

Afinal de contas, nesta era dos dados, já deve ter ficado claro que em muitas ocasiões somos nós o produto procurado. E como tal, devemos cuidar de nosso marketing pessoal, tanto no mundo real como no mundo virtual. Ficamos assustados, é verdade, sem saber o que fazer para ter a tal relevância e engajamento desejado. Também ficamos muitas vezes perdidos com as inúmeras opções de ferramentas disponíveis, qual usar, como usar e quando usar. Mas é como Austin Kleon diz em seu livro “Mostre seu trabalho”: “O mundo está mudando tão rápido que está transformando todos em amadores. Mesmo para profissionais, a melhor maneira de ver seu trabalho florescer é manter um espírito amador e abraçar o incerto e o desconhecido”.

Abraçar o incerto e o desconhecido é o que os jovens fazem naturalmente. Vamos pegar dois exemplos. O primeiro deles: Manu Gavassi. A artista já era conhecida do público por seus álbuns e webséries bem como por sua atuação em novelas, dublagens e cinema. Mas foi participando de um programa de reality show com extrema exposição é que a artista ficou conhecida nacionalmente. E sabendo desta exposição, em parceria com uma produtora, a artista deixou programados diversos conteúdos da série “Garota Errada” enquanto estava confinada no programa.

Seu trabalho artístico estava sendo apresentado ao mundo online e offline de forma sincronizada. E não parou por aí. Quando saiu do programa, a artista continuou trabalhando sua presença digital. Como? Interagindo nas redes sociais, fazendo publicidade para diversas marcas, parcerias com outras personalidades e produzindo conteúdo. Em seu último clipe, Manu Gavassi mostrou seu trabalho como diretora, roteirista, compositora, cantora e atriz em seu videoclipe “Deve ser horrível dormir sem mim”. Em apenas 12 horas o videoclipe teve 2 milhões de visualizações. Sucesso advindo da divulgação de seu trabalho, ao longo do tempo, através de parcerias relevantes e muito posicionamento.

Posicionamento. Acredito que este seja o fator mais importante quando se fala em presença digital. Não apenas no digital, na verdade. Mas sim na vida. É com a nossa verdade, com o que gostamos de fazer e pelas coisas sobre as quais nos interessamos é que vamos criando conexões, encontrando pessoas com mesmos gostos e finalidades. E aqui trago o segundo exemplo: Felipe Castanhari.

De youtuber que compartilhava as experiências e curiosidades para diretor, produtor e apresentador da série Mundo Mistério, na Netflix. De 2012 até hoje, o público pode acompanhar o crescimento do canal Nostalgia e interagir com o Castanhari através das redes sociais. O YouTube premiou o canal quando este chegou à marca de 100 mil inscritos em 2013, 1 milhão em 2014 e 10 milhões em 2017. Hoje, 2020, o canal tem mais de 13 milhões de inscritos.

A série Mundo Mistério, lançada este ano pela Netflix, reacendeu uma polêmica entre diploma e audiência, como traz a matéria do site Hypness. A discussão é em torno de validade do conteúdo, de quão confiável ele é e a necessidade de diplomação para que seja compartilhado já que se trata de conteúdo sobre história e ciência. Ironia ou não, a discussão se dá em meio a incerteza mundial sobre o coronavírus. Apenas minha opinião.

E quanto às marcas, como ter presença digital? A marca Seda recentemente lançou, em parceria com o Instituto Plano de Menina, a campanha “Sonho Incrível Demais” na qual sugere uma jornada de realização do sonho de cada cliente. A campanha propõe “uma série de vídeos da jornada Planejando Meus Sonhos com Seda e Plano de Menina”, como bem define o site da marca.

Ao acessar a página, a consumidora pode baixar um template com o passo a passo do Plano dos Sonhos. Depois de preenchido o plano, a marca propõe a conexão com outras consumidoras através de um Grupo no Facebook. Neste grupo cada consumidora pode compartilhar seus sonhos e trocar experiências de modo a tornar mais tangível seu sonho tão desejado. Dando voz aos sonhos de suas consumidoras, a marca se posiciona em prol delas, ganhando seu respeito e valorizando a marca. 

Por estes três exemplos podemos ver o quão é importante ter um posicionamento bem definido para se ter uma boa presença digital e como ela leva tempo para ser construída. A presença digital requer referências multiplataformas com posicionamento claro e coerente. Ela precisa ser contada com conteúdos trabalhados diariamente, com seus altos e baixos, seus resultados, que fale de sua experiência como pessoa. Afinal de contas, a presença digital é sobre como refletimos digitalmente.

Marketing na Era Digital
Ler conteúdo completo
Indicados para você